Página Principal A Associação Eventos/Notícias Contactos Mapa do site
  AMIBA
Associação de Criadores de Bovinos de Raça Barrosã

Distribuição

Pela descrição de vários autores, a área de dispersão dos ovinos bordaleiros nacionais, era a zona a norte do rio Tejo. A Bordaleira de Entre Douro e Minho, como o próprio nome indica, tem o seu solar na região do Minho, concentrando-se actualmente em alguns concelhos dos distritos do Porto, Braga, Viana do Castelo e Vila Real.


clique sobre a imagem para ampliar



Nesta região do Nordeste de Portugal, os ovinos da raça Bordaleira de Entre Douro e Minho ocupam preferencialmente as zonas de meia encosta ou os vales, que raramente ultrapassam os 600m de altitude. Destes vales destacamos as bacias do Minho, do Lima, do Cávado e do Ave, encontrando-se também alguns exemplares mais a sul. É no entanto interessante referir que os animais de maior pureza étnica encontrados, pertencem geralmente a explorações das zonas de meia encosta, estando este facto intimamente relacionado com a situação de maior isolamento e menor produtividade das explorações.

A região de várzea é classificada como tendo um clima do tipo Atlântico moderado, caracterizado por Verões relativamente frescos e Invernos pouco rigorosos, com amplitudes térmicas anuais que raramente ultrapassam os 10 ºC, e ocorrendo precipitações abundantes, especialmente no Outono e Inverno. Os solos desta região, embora pobres (geralmente deficientes em fósforo, magnésio e cálcio), permitem uma razoável produção forrageira possibilitando a obtenção de resultados zootécnicos humildes mas significativos.

O efectivo da Bordaleira de Entre Douro e Minho encontra-se actualmente numa situação de possível expansão devido ao abandono da actividade agrícola e à regressão do efectivo bovino, que elevam a necessidade de conseguir alternativas para manter limpos os campos tornados incultos.