Página Principal A Associação Eventos/Notícias Contactos Mapa do site
  AMIBA
Associação de Criadores de Bovinos de Raça Barrosã

Descrição

Aspecto Geral:
Animais pequenos, geralmente de cor branca.


clique sobre a imagem para ampliar


Cabeça:
Perfil recto. Pequena e adelgaçada para o focinho. Em geral, deslanada com poupa no frontal. Olhos grandes e salientes. Orelhas curtas e horizontais. Machos com cornos curtos, em espiral incompleta, apertada junto à cabeça (em foice). Fêmeas sem cornos.

Pescoço:
Comprido e estreito, proporcionado ao tamanho do animal. Roliço e recoberto de lã em toda a sua superfície. Por vezes uma ligeira barbela. Má ligação ao tronco.

Tronco:
De reduzidas dimensões transversais. Costelas pouco arqueadas. Linha dorso-lombar horizontal. Garupa estreita e um pouco descaída.

Úbere:
Pequeno mas globoso, com tetos bem implantados.

Membros:
Curtos e finos, dando-lhe um aspecto atarracado. Sem lã abaixo dos joelhos e dos curvilhões. Nádega pouco musculada.

Velo:
Heterogéneo, recobrindo todo o corpo, excepto a cabeça e as extremidades livres dos membros. Composto predominantemente por pêlos grossos, compridos, lisos, reunidos em madeixas pontiagudas. A coloração do velo é branca ou raramente preta.

Tamanho:
Os ovinos da raça Churra do Minho, também denominados Bravas ou de montanha, possuem uma média de pesos para os machos de 30Kg, para as fêmeas de 22Kg e de 2 Kg ao nascimento; a respectiva biometria pode ser ilustrada pelo quadro seguinte:

 

Medidas biométricas (cm)

Churra Entre Douro e Minho

Fêmeas

Machos

Altura do garrote

49,60

55,33

Altura a meio do dorso

49,03

55,28

Altura no inicio da garupa

49,80

55,97

Altura do peito

28,03

34,95

Comprimento escápulo-isquial

56,01

60,11

Comprimento da garupa

16,97

18,05

Comprimento do tronco

48,83

54,07

Largura do peito

17,83

19,67

Largura bi-ilíaca

15,71

16,09

Largura bi-isquiática

10,53

10,67

Perímetro torácico

70,45

74,67

Perímetro da canela

7,31

8,01

Peso vivo                          (Kg)

21,99

29,53



clique sobre a imagem para ampliar


Características produtivas

A Churra do Minho, como a própria denominação indica, possui um velo de características churras, com lã grosseira, escorrida e comprida. Os velos dos machos desta variedade pesam em média 1,5 a 2,0 kg e os das fêmeas 1 a 1,5Kg. São animais pequenos, de grande rusticidade e longevidade produtiva, podendo manter a sua capacidade reprodutiva até aos 14 anos de idade.


clique sobre a imagem para ampliar


As borregas atingem a maturidade sexual tardiamente, sendo colocadas à cobrição geralmente depois do primeiro ano, ocorrendo os partos quase sempre a partir dos dezassete meses. Por norma, os partos são simples, sendo muitas vezes seleccionadas para esta característica, uma vez que a sobrevivência de dois borregos nas condições de criação destes ovinos é muito difícil. O desmame dos borregos faz-se normalmente entre os 5 e os 6 meses de idade.

A cobrição, embora não tenha uma época fixa, apresenta períodos mais ou menos definidos, estando as ovelhas mais férteis no final do Verão.

Apesar dos valores serem relativamente baixos do ponto de vista comparativo, pensa-se que uma actuação ao nível do maneio alimentar, dos cuidados sanitários e dos procedimentos reprodutivos possa melhorar significativamente os índices reprodutivos e produtivos.